O número bíblico da perfeição; o prêmio acumulado no cassino. Não se sabe se o “777” tatuado no antebraço direito de Luan Santana dias antes da gravação do DVD “Viva”, no mês de maio, em Salvador (BA), lhe trouxe sorte. Fato é que “Quando a bad bater”, música à frente do novo trabalho, atingiu o topo do ranking do Spotify e foi a mais tocada nas rádios FM em agosto. No Youtube, em dois meses de lançamento, o clipe ultrapassou 50 milhões de visualizações.

Megalômano, o DVD contou com palco de cem metros de largura e efeitos visuais surpreendentes para mais de 20 mil pessoas — o público do Rio vai poder conferir um tanto dessa grandiosidade neste sábado à noite, no Km de Vantagens Hall, na Barra. “Quis gravar num cenário supertecnológico, como é o mundo atual, mas cantando o amor genuíno, para contrastar”, explica o sul-mato-grossense de 28 anos: “‘Viva’ é um chamado para aproveitar o agora, o real”.

“A gente vive um momento muito louco de redes sociais. A galera anda esquecendo do afeto, acha que uma curtida tem o mesmo valor de um abraço. Eu gostei do fim da contagem de likes no Instagram. Não tem que se comparar com os outros. Já me peguei triste, prestando atenção na felicidade alheia. Entrava em paranoia: ‘A vida dele é muito melhor que a minha’. Estou me policiando com isso. De vez em quando, tiro 24 horas para não tocar no celular. No outro dia, me ferro para responder as mensagens acumuladas, mas tudo bem. Temos que dosar tudo”.

Celular companheiro

“Uso o gravador do celular para registrar composições, levo comigo pra todo lugar. No banheiro, se não estou sentado olhando o aparelho, fico lendo rótulo de xampu (risos). Desabilitei todas as notificações, demoro a responder mensagem. E prefiro escrever, não sou de mandar áudio”.

Mansão conectada

“Moro com meus pais e minha irmã. A casa que comprei (em Alphaville, área nobre de São Paulo) é muito legal. Controlo tudo pelo celular. Da rua, já ligo a luz da garagem, o ar-condicionado do quarto, fecho cortinas, ligo a TV no canal que eu quero”.

Por: Extra

Publicado por Equipe PLS - Arquivado em Notícias