A cerimônia do Prêmio Multishow vai perder na edição 2019 a participação de uma das suas maiores estrelas, Luan Santana.

Luan Santana, cantor recordista absoluto de vitórias no ‘Prêmio Multishow’, neste ano foi jogado para escanteio, digamos assim. Acontece que, na edição de 2019, uma mudança radical chamou a atenção: agora, os artistas indicados não são mais escolhidos pelo público e sim por uma ‘academia’ composta por jornalistas e profissionais ‘ligados ao mercado da música’.

O que Luan Santana tem a ver com essa nada singela modificação? Entrava ano e saía ano, Luan estava sempre indicado nas categorias ‘Melhor Cantor’, ‘Melhor Clipe’ ou ‘Melhor Música’. Com uma legião de fãs que está sempre disposta a votar incansavelmente para dar a ele a vitória, se tornou comum Luan sair do evento carregando consigo mais de um prêmio. E isso acabou atrapalhando o Multishow de certa forma, já que os outros artistas que concorrem estavam começando a ficar desmotivados e a não fazer mais tanta questão de estar presente no evento, por saber que possivelmente sairia perdendo em uma disputa com Luan Santana. 

Nesta edição, Luan Santana foi indicado em apenas uma categoria: ‘Melhor Clipe TVZ’, com a música ‘Vingança’, em parceria com MC Kekel. A coluna se pergunta como um cantor como Luan Santana, que desde que estreou como revelação no ‘Prêmio Multishow’, em 2010, coleciona 13 vitórias no mesmo prêmio ao longo de sua carreira, além de recentemente ter batido o recorde do Legião Urbana de música mais tocada nas rádios em um lançamento, pode estar indicado apenas na categoria ‘Melhor Clipe’ com a música ‘Vingança’, parceria de Luan com MC Kekel.

Quando questionada sobre o que motivou a mudança na hora da escolha dos indicados ao prêmio, o Multishow, através da diretoria geral do canal, emitiu o seguinte comunicado: “Entendemos que precisávamos equilibrar a percepção do mercado com o voto popular. Convidamos jornalistas especializados, críticos musicais, representantes das principais plataformas de streaming, contratantes e curadores de casas de show, gravadoras, radialistas e empresários do meio de todas as regiões do país para participar. A intenção é que tanto a indústria quanto os fãs nos ajudem a eleger os destaques do cenário musical brasileiro no último ano”, explicou a diretora geral do Multishow, Tatiana Costa.

Será que Luan Santana já começa apresentar indícios de quem vai começar a ‘gravitar’? Para quem não sabe, o termo ‘gravitar’ é muito utilizado no mercado fonográfico para denominar artistas independentes, que não precisam disputar pódios para serem reconhecidos como referência musical. É o caso de Roberto Carlos, Caetano Veloso, Chitãozinho e Xororó, entre outros. Assim como Roberto Carlos, Luan possui escritório próprio e uma legião de fãs fiéis. E agora, ele claramente vem incomodando no meio do mercado musical. A coluna, que é do bem, sugere que Luan Santana tome um banho de arruda para espantar o mau olhado!

Publicado por Equipe PLS - Arquivado em Notícias